19 de julho de 2010

Meus Amigos



Faz algum tempo que tentei lhes contar, sentia falta dos momentos, das brincadeiras que tinhamos, faz algum tempo que sinto falta de tudo! Inclusive da bagunça, das "sessões" de cinema em casa com vocês, era diversão garantida, felicidade em tempo integral.
Tenho saudades de vocês, meus amigos em todas as horas, com vocês eu ria, chorava, me emocionava, me sentia viva.
Sem dúvida alguma me sinto um pouco triste por terem todos ido para longe de mim. Sim mudaram-se, fizeram novos amigos, talvez nem tenham se esquecido de mim, mas perdemos em muito o contato, deixamos o companheirismo mais de lado, fizemos novos amigos, mudamos em algo o nosso jeito de ser, mas sinto falta de vocês.
Sinto falta de tudo quanto faziamos juntos, de todas as vezes que nos metemos em roubadas juntos, brigamos, nos desculpamos, enfim, eramos amigos.
Sebem, os tempos mudaram realmente, minhas amizades são outras agora, eu também mudei bastante inclusive, ssabem amigos, virei garota, ou melhor, virei mulher. Mulher de verdade, daquelas que usam brincos, pintam as unhas, usam vestidos, passam maquiagem, cuidam do corpo, da alimentação, dos cabelos, enfim, a garotinha que vocês conheceram mudou, continua sendo a mesma moleca de sempre, com uma diferença agora, agora, a garota sabe o que quer, encara seus desafios, agora estou diferente, uma garota que enfrenta seus medos, luta, sofre, sorri, chora, ama, grita, no entanto, ainda tem medo de muitas coisas, medo até do escuro!
Mas ainda sou aquela garotinha, aquela que vocês pegavam no colo, me jogavam para o alto, sempre me incentivavam a seguir direto, aquela mesma garotinha que vocês viram a evolução, de alguém que não falava coisa que preste até alguém com a cabeça formada, de opiniões formadas.  Amigos, sinto falta de vocês sim, mas ao contrário de antes, não ficarei mais sozinha, não me sinto mais excluida, isolada, deixada para escanteio. Desde que vocês se mudaram ou mudaram comigo apenas, eu passei por muitas mudanças, transformações à parte, sofri represálias, senti-me como se fosse eu e apenas eu, o último ser do planeta, senti-me um verme, do qual nos livramos, expurgamos de nossas vidas. Mas depois de um tempo entendi que não é assim, amizades mudam, as pessoas crescem, evoluem, mas querem saber de uma coisa?
Eu aprendi a cuidar de mim mesma, aprendi a ser feliz comigo mesma, e sabem de mais uma coisa? Eu agora tenho amigos! O "bicho-do-mato" fez amigos! Tem gente além de vocês que se importam comigo, e não, não são da família, eu aprendi mesmo a fazer amigos, espero conquistar ainda mais, é meus amores, eu cresci de verdade. Sabem, sinto falta de vocês, mas vocês se foram, talvez não voltem mais, não poderia viver em função de aguardar vocês não é? Resolvi sim encarar a realidade, e a realidade é, tem muita coisa pra mim ainda nesta vida, não posso mais contar com o apoio físico de vocês, mas no emocional ainda que a distância nos separem, vocês estão comigo, e isso é bom de certa forma, sei que vocês estão comigo onde quer que passemos.
Amigos, não sitei os nomes de vocês, por não ver nescessidade, sei que sabem que é sobre e para vocês, sabem que os levo comigo eternamente, sabem que podem contar comigo sempre e sempre, mas tem algo que eu não falei, e preciso realmente falar agora: AMO VOCÊS além do que vocês imaginam.

Nenhum comentário:

Postar um comentário