10 de junho de 2010

In memórian a Flávio Jones²

Dia 17 era para ser um dia feliz, era para ser a comemoração de um aniversário mais que esperado, era para ser um dia maravilhoso.
Mas não será assim não é Flávio? Você se foi, e em seu lugar ficou apenas a saudade, as boas recordações a a tristeza que bate em cada um de nós que teve o imenso prazer de saber quem foi você, de rir, conversar, e saber que assim como você era importante para nós, nós representávamos algo para você.
É triste saber que não vamos mais conversar, que nunca mais vou poder vê-lo chamando a Sophie de piolha ou a C. de chata legal, é triste saber que você se foi, é triste saber o quanto isso nos abalou, é triste saber que teremos um dia em que lembrariamos a sua vida, mas no fim das contas, sentimos sua morte.
E, ao mesmo tempo em que saber que você se foi é triste, é bom também lembrar, porquê lembrando que você se foi, nunca esqueceremos que você esteve aqui, é lamentável saber que existem pessoas que se sentem tão mal em saber que você não está conosco que nega que você tenha existido, é horrível saber que nunca mais iremos ver nossas conversas malucas no msn, é terrível saber que você faz TANTA falta!
E, ainda assim, mesmo sendo tão triste saber que não está aqui físicamente, é tão bom saber que em cada um de nós existe um pedaço de você, existe uma coisa maior que o tempo de convivência, existe algo maior que a morte, existe algo maior que o sofrimento. Existe a felicidade de saber que você está bem, que acabou o sofrimento, que você ainda vive em nós, que você ainda se faz presentes em nossas mentes e corações, que você ainda está aqui, conosco, e que nunca esse fato mudará.
Amo você Flávio, sinto muitas saudades.

Isabela Mellanie Jones

Nenhum comentário:

Postar um comentário