2 de junho de 2012

Escolhas

Em fim descobri que nem tudo o que se quer é o que se tem
Mas junto com isso, descobri que ainda que não se saiba como as coisas acontecem
Podemos modificar a maneira como acontecem
Somos nós que decidimos ser ou não abatidos pelas adversidades
Somos nós que decidimos o que nos destrói, e o que nos fortalece
Somos também aqueles que decidem continuar ou parar de vez
Cabe a nós a decisão de mudar ou parar no tempo
E pagamos o preço pelas decisões que tomamos
Escolhas existem e somos nós quem as tomamos
E devemos aceitar as consequências que vem junto com as mesmas
Tomar as rédeas da situação e permanecer firmes em nossa escolha
Isso sim é o que define o que e quem somos.
E quanto ao que se quer, pode não ser o que se tem, mas aceite o que tem...
Ou não, mas se não aceitar, procure o melhor, você é forte e pode conseguir o que quiser.

Nenhum comentário:

Postar um comentário