14 de outubro de 2010

Parceiria com Gaby Elloy

Juro não mais me importar

Juro não mais pensar
Pensar é sofrer
Reviver é loucura
Saber que existe um amor é tortura
E as lembranças voltam
As palavras ficam
Os gestos, em memórias martirizam-me
Como viver com esse tormento?
Prometo a mim mesma seguir
Tentar olhar pra frente e deixar o vento me levar
Sozinha eu não consigo dar passos
Mesmo que curtos
Meus pés estão presos ao chão
Como seu nome em meu coração
Não tenho forças para prosseguir
Não tenho um caminho que sem ti devo seguir
Não tenho ao menos direção a tomar
Só tenho em mim uma dor infinita que marca
Marca, oprime, grita, angustia
Mas sabe, ainda que doa, ainda que seja preciso arrancar-te
Juro que conseguirei, jamais deixarei você
Ma jamais voltarei a sofrer por quem jamais foi digno de mim
Saiba que agora estas fora de meu alcance
Agora, eu vivo, com simplicidade, humildade, cabeça erguida
Você partiu, o vazio ficou, errei, chorei, aprendi
Mas sei que agora posso viver sem ti, conviver com a dor
Agora sei que sou capaz de ser feliz ainda que sem ti.

Nenhum comentário:

Postar um comentário