6 de maio de 2010

Viver* trecho de meu diário*

Às vezes, emoções me faltam para expressar tudo o que sinto. Uma angústia que me invade, a saudade que me chega, não é bem compreensível esta inexpressividade.
Outras vezes, emoções me vêem como ondas que quebram nas rochas, fazendo até morros uivarem em reverência a tamanha beleza.
É incompreensível que o simples fato de escrever pode substituir a profusão de sentimentos que oculto em meu ser, tentando libertar-se ao mesmo tempo. Seria tão mais simples se conseguisse demonstrar em ações aquilo que temporariamente só consigo expressar em palavras.
Se viver fosse fácil, a vida seria sem graça, chata, até mesmo banal, seria a prova definitiva de que vivemos em um mundo sem sentido.
É bom saber que tudo na vida é aparentemente sem propósito, mas que futuramente o cosmos nos ajudará a traçar nossas metas, superar nossas expectativas e até mesmo realizar nossos mais profundos desejos. Tudo tem um motivo de ser, ainda que não possamos compreendê-lo, saber que cada vida existente tem sua importância, sua preciosidade, e que apesar de tristezas e perdas imensas, os momentos de felicidade transcendem as barreiras vistas pelo ser humano.
É tão bom lembrar as descobertas da adolescência: o primeiro beijo, o primeiro encontro, o primeiro amor (Este encontrei em Deus); é tão bom saber que nada do que foi será como já foi, e lembrar que estamos aqui pra superar as dificuldades e encarar todas as falhas que a vida nos mostra, saber que podemos preencher os espaços de nossas vidas com ações maiores que as realizações. Saber que o simples fato de existirmos modifica a percepção de algumas pessoas sobre o que é viver, viver pra mim é apenas ser feliz e seguir os seus príncipios. E para você o que é VIVER?
* Fé em Deus e pé na tábua! *


 Isabela Alves Aguiar


Nenhum comentário:

Postar um comentário